Nutrição e hidratação: qual a diferença?

Ol@! Hoje nossa roda de conversas irá falar sobre um tema por vezes confundida até por profissionais do ramo da beleza. Nutrição e Hidratação são a mesma coisa?

Hidratar

Quando falamos hidratação estamos nos referindo ao elemento água e retenção das moléculas de água nas fibras capilares ou no couro cabeludo. Como já vimos,  a HIDRATAÇÃO CAPILAR tem por finalidade  atingir a cutícula do cabelo (parte externa da fibra) e proteger o córtex (parte interna), equilibrando o nível de água e reduzindo a eletricidade estática. Este procedimento é feito com soluções que reforçam as ligações carbônicas que por sua vez se ligam às moléculas de Hidrogênio e Oxigênio.
É importante salientar que Hidratar com soluções cosméticas adequadas leva a resultados satisfatórios. E são formuladas por ativos que não mudam o visual por exemplo: não alisam, não ardem no olho, não geram fumaça, não causam inflamação no couro cabeludo. Isso é outra coisa. Mas, não é hidratação.

Já a NUTRIÇÃO CAPILAR, vai também fazer um processo de retenção líquida, mas sua função está igualmente ligada aos ativos que fazem a reposição de aminoácidos, lipídios e proteínas essenciais para uma saúde mais profunda. Recupera principalmente as perdas diárias quimicamente provocadas, através da reposição de agentes nutritivos e hidratantes fortalecendo os cabelos danificados de forma rápida e avançada, aumentando sua resistência e evitando a ação oxidante sobre dos fios.

A NUTRIÇÃO  ou umectação como também é conhecida, é feita para repor ativos perdidos nos processos químicos ou naturais, mas especialmente, por ativos perdidos nos processos mecânicos: escovas, secadores e piastras (chapinhas). Estas ações retiram importantes componentes capilares como os lipídios – a camada de oleosidade dos fios. Necessitamos dessa nutrição para manter o brilho, maciez e uma aparência bonita e saudável.
A nutrição normalmente é realizada com máscaras e condicionantes com base em bio ativos naturais, manteigas, ácidos graxos, óleos vegetais que podem ser identificadas na embalagem ou na fórmula. A nutrição traz brilho aos cabelos, confere força, vitalidade, sela a hidratação no fio e acaba com as pontas duplas e ressecadas. Alguns exemplos: manteiga de Karité, Manteiga de abacate, óleo de macadâmia, óleo de argan, tamariliz, cupuaçu, coco verde, etc.

Umectação +

É a combinação de  Bio ativos que nutrem e devolvem a lubricidade da fibra e melhoram profundamente o seu estado desnaturação.
Na maioria das vezes compostos combinações de Séruns (óleos essenciais) e suas formulações mais puras, de textura leve e fluída.  Vedam e protegem as escamas, formando uma película protetora, evitam a perda de água e garantem mais brilho e sedosidade

Vamos entender o por quê da necessidade de UMECTAÇÃO:
O cabelo nasce e cresce no couro cabeludo em uma estrutura denominada Unidade Pilossebácea. Esta estrutura (bolsa) se estende desde a derme até a epiderme. Cada unidade contém um folículo piloso (cabelo) e, ligado a ele, há uma glândula sebácea (sebo) responsável pela lubrificação, proteção e brilho do fio.

Há cerca de cem mil folículos capilares no couro cabeludo. Cada folículo é constituído de raiz que se encontra no interior do bulbo capilar e, uma zona denominada de “colarinho”, que compõe o envólucro do folículo: a cutícula, o córtex e a medula. Esta é a parte visível do cabelo. Parte que tocamos, penteamos, modificamos e “embaraçamos”

Usualmente ouvimos a palavra UMECTAÇÃO relacionada à pele, ao rosto. UMECTAÇÃO para os cabelos é (ainda) uma certa novidade. Contudo, o sentido e significado são praticamente os mesmos. A Umectação devolve para a camada da pele elementos essenciais a sua natureza: sua umidade e lubricidade. Nossos cabelos recebem naturalmente esses óleos essenciais. A natureza humana é perfeita.
Na formação dos cabelos recebemos os aminoácidos através da corrente sanguínea, em seguida  temos a zona de queratinização e, isso se dá incrivelmente para cada pelo ou cabelo. Para que a fibra saia de dentro da derme, linda, perfeita e com brilho, ela recebe o SEBO da GLÂNDULA SEBÁCEA.

Esta glândula produz constantemente a lubrificação de toda essa fibra. Ela também é responsável por fazer a proteção do couro cabeludo – o MANTO HIDROLIPÍDICO. Ela impermeabiliza os cabelos deixando-os macios, flexíveis e com brilho.

Quando necessitamos de umectação nos cabelos?

Necessitamos da Umectação sempre que nossas madeixas estiverem secas, opacas, rebeldes ou quebradiças. E isso acontece quando submetemos as fibras às transformações, mas, não cuidamos adequadamente ou suficientemente.

Colorir, descolorir, progressivas e outras ações do tempo como o sol, calor e frio, acabam por desnaturar essas fibras – Essa DESNATURAÇÃO se caracteriza por uma cutícula aberta de difícil penteabilidade, pontas duplas. Visivelmente o cabelo fica com aspecto ressecado e sem brilho.
TRICONOSE, TRICOPILOSE e CABELO ASFÍTICO são também sintomas cuja “cura” é a UMECTAÇÃO. E, também temos os cabelos “lacrados” pelas escovas progressivas à base de aldeídos. Que fecham a fibra provocando a asfixia do couro cabeludo e dos cabelos.  Então, temos uma raiz oleosa e meio e pontas secas. Cabelos em cachos ou afros são naturalmente secos e mais volumosos. Os óleos essenciais devolvem esse peso molecular oferecendo cachos mais harmoniosos e com brilho.

 

Nossa próxima conversa será sobre a RECONSTRUÇÃO  CAPILAR. Um beijo e até lá?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *