Couro cabeludo é couro, mas não é sapato!

Ol@!   Antes do seu banho, vamos conversar um pouco?

Nossa “roda de conversas” de hoje traz a ideia de que cabelos bonitos só se desenvolvem num couro cabeludo limpo e saudável. Além disso, a oleosidade, caspa, seborreia, dermatites, etc…, são distúrbios que acometem pessoas de todas as idades e podem influenciar diretamente na autoestima e no relacionamento social, não é verdade?

1°) É preciso entender que nosso corpo é sempre inteireza, isto é, tudo está interligado, interdependente, “conectado”. Assim, para que possamos ter uma boa saúde corpórea é necessário ter uma alimentação rica em nutrientes, associados a uma atividade física regular e boas noites de sono. E necessariamente, esse conjunto de ações irá influenciar na saúde e beleza dos cabelos. Podemos dizer que saúde dos cabelos é proporcional à saúde orgânica do indivíduo como um todo.

2°) Os cabelos são o reflexo e consequência disso tudo. E, talvez, o mais importante: a fibra capilar ou, o cabelo, é uma proteção do couro cabeludo, mas, não é um órgão vital. Para tanto, quando o corpo adoece é talvez, na leitura do comportamento do cabelo, que podemos antever alguma anomalia ou doença geral.

Os Cabelos e a saúde do corpo

E, sim, ele também é o reflexo da boa saúde. Um cabelo bonito também começa com uma alimentação equilibrada e um couro cabeludo saudável. Os Shampoos são cosméticos com formulações utilizadas para higienização dos cabelos que agem por meio da remoção da quantidade excessiva de sebo e de resíduos cosméticos, além da poeira e fuligem. Mas, também se recomenda que não retirem nutrientes primordiais da flora capilar. Então que seja um produto que faça uma limpeza residual e terapêutica

“COURO CABELUDO É COURO, MAS NÃO PRECISA SER TRATADO COMO SAPATO”

Esta frase ouvi do Dr. Daniel W. Barreto* da UFRJ e, ele disse mais: “Ninguém passa formol no rosto, porque então, passam nos cabelos? As pessoas deveriam saber que os folículos pilosos são formados na vida intrauterina, portanto, os cabelos que temos são os que teremos para o resto da vida”!

Este sempre é o propósito da nossa roda de conversas. Oportunizar o conhecimento e a informação clara e precisa. Nosso couro cabeludo não aguenta tudo e, tampouco, os cabelos. Está sempre à mercê do estresse oxidativo.

O que é estresse oxidativo dos cabelos?

A aparência física dos cabelos, ou seja, aquilo que vemos, é uma consequência do que o cabelo absorve e sofre do meio externo – alterações provocadas pelos adventos climáticos – vento, frio, calor, sol, mar, etc. Ações provocadas pelos processos químicos – colorações, descolorações, alisamentos, etc. E, também, pelos processos físicos – secador, penteabilidade, pranchar, baby liss, etc.

Estas ações, por vezes, promovidas simultaneamente em nosso cabelo e couro cabeludo provocam um estresse oxidativo, os famosos RADICAIS LIVRES que envelhecem e prejudicam sistema como um todo.

GERAÇÃO DE RADICAIS LIVRES

Tração mecânica: o uso de pentes, escovas e a prancha “forçam” os cabelos causando micro lesões e exposto aos radicais livres.

Poluição: a poluição ou monóxido de carbono da vida cotidiana vai armazenando sobre a fibra capilar. Além de componentes voláteis como o tabaco.

Altas temperaturas: secadores acima de 200° Centígrados acabam por comprometer a estrutura vital da fibra.

Transformação da fibra a base de cosméticos: alteram cor e forma, sensibilizam e danificam a estrutura interna e externa, deixando o cabelo vulnerável.

Atividades aquáticas: os cabelos em contato com outras substâncias químicas como o cloro das piscinas.

Radiação solar: exposição dos cabelos aos raios UV.

Para Maria Eliza Samy da Basf Brasil, “a radiação solar, especialmente os raios UV, são nocivos para a haste capilar na medida em que  alteram os lipídeos, as proteínas, a interação entre os aminoácidos que, por sua vez, vão provocar as alterações físicas da fibra capilar.”  Associada a estes fatores, temos também os processos químicos excessivos que afetam profundamente a consistência/aspecto do cabelo que se traduzem na ausência de brilho, embaraço, aspereza, mudanças de pH e alterações na cor. Tudo isso é visível aos nossos olhos e sensível ao nosso tato.

Entretanto, nem tudo aparece aos nossos olhos. Estamos falando da biologia capilar, isto é, a parte viva do cabelo. Ela se localiza nas profundezas do couro cabeludo. O cabelo cresce a partir de uma estrutura denominada folículo capilar.

O folículo capilar

A formação do folículo capilar ou, folículo piloso, não é algo tão simples assim. O cabelo é o resultado de uma complexa combinação e processamento de aminoácidos e outros nutrientes absorvidos pelas células que compõem a papila dérmica. É ali, nas profundezas de cada pelo que a papila fica alimentando um conjunto de células germinativas responsáveis pela formação da fibra que inclui o pigmento da cor – a melanina (melanócitos). Pensando nisso, a aparência estética do cabelo é também uma consequência do que acontece na parte microscópica do cabelo.

“A biologia capilar se direciona não apenas a estética do cabelo, mas, também aos problemas subjacentes aos seus distúrbios – mudanças microscópicas, bioquímicas e moleculares.” (SAMY, Maria Eliza)

Para SAMY e, também, para mim, couro cabeludo deve estar saudável, para que o cabelo esteja saudável. Novas tecnologias e tendências para cuidados do couro cabeludo!

Cuidar, preservar, lavar e desintoxicar o couro cabeludo é muito importante. Lavar o couro é uma coisa e, lavar os cabelos é outra. Couro cabeludo e cabelos tem muita diferença de textura e de função. E por isso merecem tratamentos distintos.

É fundamental fazer uma higienização do couro cabeludo ao menos uma vez por semana. O ideal é fazer movimentos circulares, sem esfregar, isso irá ativar a corrente sanguínea e irrigar abundantemente essa região.
Estes estímulos, aumentam a oxigenação e nutrição da raiz dos cabelos e isso é essencial para um cabelo forte e saudável. A sugestão é que você faça essa massagem uma vez por semana. Evita e diminui a queda capilar proporcionando vitalidade para o couro cabeludo e consequentemente para os cabelos.

Sim! Todo shampoo faz a limpeza dos cabelos. Esta é a função deles, porém o que difere UM SHAMPOO de outro, são suas propriedades terapêuticas, seus ativos e tecnologias. E, isso é inteiramente novo.  A Autoria Cosméticos possui o 1º. Shampoo a base de Algas Marinhas, Aloe Vera, Alecrim e Menta. Cada uma dessas plantas possui propriedades específicas e cientificamente comprovadas que irão tratar, nutrir e remover seletivamente as impurezas do couro cabeludo e da fibra capilar.

Caso você queira saber o que cada ativo traz de benefícios para seu couro cabeludo/cabelo, acesse o link do Shampoo Terapêutico “DEIXE-ME LIMPO & REFRESCANTE”, você irá se surpreender.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *